Os Caminhos de Pedra em Bento Gonçalves

ima_poa_peqEm julho deste ano estivemos no Rio Grande do Sul, especificamente pra tomar muito vinho bom! Por isso ficamos 3 noites em Bento Gonçalves, e nosso roteiro preferido na cidade foram os Caminhos de Pedra. Estive lá no Tchencontro, como contei aqui, e agora levei o Gui pra conhecer cada cantinho.

Leia também: Um passeio gaúcho no Tchencontro!

Esse pedacinho da cidade conta a história dos imigrantes italianos na região, que construíram suas casas com as pedras que encontraram por ali mesmo, assim que chegaram da Itália em 1875. Algumas destas casas de pedra ainda estão preservadas e podem ser visitadas.

nonna_luddi

Restaurante Nona Ludia, uma das casas de pedra originais.

É uma delícia de passeio: dá pra sentir o orgulho que os habitantes sentem pela história de seus antepassados, daquele lugar, e a satisfação de mostrar esta cultura para os visitantes. Eles estão super preparados pra receber todo mundo, não precisa ligar nem marcar horário. Fomos com nosso carrinho alugado e fomos parando, tentando fugir dos ônibus de excursão vindos de Gramado.

Como só pegamos um dia de sol em Bento, decidimos passar só a manhã nos Caminhos de Pedra, e seguir para o Vale dos Vinhedos a tarde. Mas como eu já estive lá 2 vezes, deixo dicas pra você passar o dia todo nessas muitas atrações.

Veja nosso roteiro passo a passo!

Casa do Tomate

Começamos nossa visita pela Casa do Tomate, que além da degustação de vários produtos de tomate (óbvio!), possui um pequeno painel que conta a história da região, apresentado com carinho para os visitantes pela equipe. É legal começar por lá, pra se orientar melhor no resto do passeio.

casa_tomate-small

casa_tomate_produtos-small casa_tomate_roteiro-small

A linda Casa do Tomate, seus produtos e mini museu.


Cantina Strapazonni

A segunda parada foi ainda mais especial. A Cantina Strapazonni é uma das poucas casas de pedra originais ainda preservadas, e por isso, já foi até cenário de filme.

cantina_strapazoni-small

A única casa de pedra totalmente original

A visita custou 5 reais, e fomos recebidos por um membro da família que contou toda a história da imigração da família para o Brasil, da casa, da gravação do filme, da produção dos vinhos. Pra arrematar tanto carinho, somos convidados a degustar todos os produtos: vinhos, sucos, queijos e salames. Impossível não sair de lá com a mala cheia de história e de produtos deles.

strapazoni-small

O Sr. Strapazzoni conta a história da chegada da sua família ao Brasil enquanto nos oferece os produtos da casa.

Casas Temáticas

Lá nos Caminhos de Pedra tem casa de tudo quanto é coisa: de erva mate, da tecelagem, do artesanato, da ovelha, do tomate, etc. São todas muito interessantes, onde você pode conhecer os fazeres manuais de antigamente que nos encantam até hoje. Claro que sempre tem a lojinha pra gente trazer uma lembrança 🙂

Seguimos para a Casa da Erva Mate, uma das maiores atrações do roteiro, pra conhecer a produção artesanal da erva do tão gaúcho chimarrão. Foi a terceira vez que visitei, e sempre acho muito legal ver os equipamentos centenários funcionando pela força da roda d’água. Neste mundo de smartphones, é engenharia pura 🙂

casa_erva_mate-small

casa_erva_mate2-small casa_erva_mate_maq-small

A água corre para girar a roda d’água, que movimenta os moedores da erva. 


Logo em frente à Casa da Erva Mate está a Casa das Cucas, aqueles bolos lindos típicos do sul. Boa parada para um café, mas como os bolos estavam muito grandes, deixamos pra experimentar em uma próxima oportunidade.

casa_das_cucas

Casa das Cucas

Também paramos na Casa da Tecelagem, onde você pode conhecer os teares manuais, e na vizinha Casa do Artesanato, um casarão lindo de madeira de três andares. Você pode explorar cada cantinho do casarão, no segundo piso tem até um pequeno museu sobre a história da família, com as ferramentas utilizadas para o trabalho no campo antigamente.

casa_da_tecelagem

Os teares da Casa da Tecelagem. Pena que não estavam funcionando!

casa_do_artesanato

A linda Casa do Artesanato, onde você pode explorar o casarão de madeira.

Desta vez não fomos, mas outro ponto interessante é a Casa da Ovelha, que visitei durante o Tchencontro, o encontro de blogueiros de viagem que contei aqui.

Você pode degustar os produtos de ovelha que eles oferecem (os queijos e iogurtes são divinos!), e conhecer os cachorros pastores, as ovelhinhas filhotes. As crianças adoram! Mas é um passeio mais demorado, como ainda queríamos passar no Vale dos Vinhedos a tarde, não fomos desta vez.

casa_da_ovelha

A Casa da Ovelha

Almoço

Não almoçamos por lá desta vez, mas no Tchencontro o almoço foi na Casa de Ângelo. Mesmo se não for comer, pare pelo menos pra fotografar, é uma das casas de pedra originais.

santangelo

A linda Casa de Ângelo

arvorde_cavernaNo ótimo blog Café Viagem a Alê conta sobre outros restaurantes do caminho, o Nona Ludia e o Casa Vanni.

O Nona Ludia também é um ponto histórico muito importante. Além do casarão de pedra ser original, a imensa árvore que fica no seu estacionamento também faz parte da história da imigração italiana. Com suas raízes formando uma caverna, serviu de abrigo às famílias italianas enquanto construíam suas casas de pedra. Dá pra ver até hoje onde o pessoal dormiu.

Ainda tem muito mais no caminho pra você conhecer. Se sobrar tempo no seu dia, você ainda pode dar uma esticadinha pra conhecer as vinícolas de Pinto Bandeira.

Dá uma olhada também no site da Secretaria de Turismo de Bento. A comunidade e a prefeitura trabalharam juntos pra montar vários roteiros lindos como o Caminhos de Pedra. Passe lá no site deles pra ver os outros.

E você, tem dicas sobre algum outro ponto dos Caminhos de Pedra? Mande nos comentários!

Veja tudo sobre o Rio Grande do Sul no Colecionando Ímãs


Faça suas reservas com nossos parceiros pelos links abaixo
e deixe uma comissão pra gente!

    sleeping-bed-silhouette Escolha seu hotel no melhor site de reservas: Booking.com
    medicine-briefcase-1 Viaje tranquilo com um seguro de saúde: Mondial Assistance
    american-dollar-symbol-1 Peça dólares e euros que eles entregam em casa: Cotação
    sports-car-1 Alugue o carro pra sua road trip: Rent Cars
    park-tickets-couple-1 Compre os ingressos pras melhores atrações: TicketBar

3 comentários sobre “Os Caminhos de Pedra em Bento Gonçalves

  1. Anne Marie Gebers

    Caminho de Pedras é um passeio obrigatório para quem vai em Bento Gonçalves. Além de lindo é instrutivo e faz parte da nossa história. Seu blog é muito bom, obrigada por compartilhar conosco suas viagens e passeios. Um abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *