Roteiro de carro pelas Dolomitas, os alpes italianos

Já faz um tempinho, mas talvez vocês se lembrem: na nossa viagem pela Itália em outubro de 2016 estivemos nas Dolomitas, a cadeia de montanhas que compõe os Alpes Italianos. Tão linda que foi considerada Patrimônio da Humanidade pela UNESCO.

Ao invés de ir de Milão para Pádua por Verona, alugamos um carro e fomos pelo Norte, passando pelo Lago di Garda e pelas Dolomitas. Saindo de Milão, passamos o dia no Lago e dormimos em Trento, já pertinho das montanhas, onde se inicia esse roteiro.

 

Planejamento

 

Foi bem difícil de planejar essa parte da viagem, encontrei pouquíssima informação sobre as Dolomitas apesar de ser um destino bem famoso na Europa.

Mas consegui descobrir que o começo do outono era uma boa época, pois não estaria mais cheio como o verão e ainda não haveria tanta neve. O clima, porém, é mais instável nessa época, então eu não reservei hotéis para esses dias. Além de querer liberdade total pro passeio, poderia mudar os planos se o tempo estivesse muito ruim.

Mas como a previsão não era de chuva, fomos, e foi demais hein! Ficamos 2 dias rodando pelas montanhas, e foi muito pouco: o ideal teriam sido 3 dias no mínimo.

No mapa abaixo desenhei nosso percurso de carro, e marquei os pontos que visitamos no primeiro dia em verde, no segundo dia em laranja, e de roxo os que não consegui ir mas acho que vale a pena. Abra como tela inteira que você conseguirá ver os detalhes de cada um dos pontos.

 

Dia 1: Arredores de Bolzano

 

Como demoramos pra sair do Lago di Garda, dormimos em Trento, mas o ideal seria dormir o mais próximo possível de Bolzano no primeiro dia. Você pode tentar um hotel charmoso em Cavalese, que foi nossa primeira paradas nas montanhas, ou em Bolzano mesmo.

Centro Histórico de Trento

Em Trento demos apenas uma passada rápida pelo centro histórico, e seguimos pra Cavalese onde já começamos a curtir a paisagem das lindas vilas. A ideia aqui é ir parando a cada uau 🙂

Sim, vão ser muitas paradas para fotos.

De Cavalese fomos para Tesero, e depois para o Lago Carezza, que é MUITO impressionante, um tom verde incrível, com as bordas amareladas. As fotos não conseguem mostrar o quanto é bonito!

O lindo Lago Carezza

Em vários pontos há a indicação de trilhas, com o tempo de ida. Fizemos a do Lago Mezzo, mas ele tava seco 🙁 Dá pra passar vários dias por aqui fazendo trilhas pelas Dolomitas, há sinalizações em muitos pontos.

As placas pras trilhas. Sim, esse pedaço da Itália é um pouco austríaco também.

Do Lago seguimos pra Siusi, ou Seis am Schlern. Este pedaço é mais austríaco que italiano, então você verá os nomes nas duas línguas.

A principal atração de Siusi fora da estação de ski é o teleférico, que te leva pro alto das montanhas, onde se tem uma vista incrível. Pegamos no fim da tarde, já tava meio escuro, mas foi sensacional.

Vista do teleférico: de um lado a cidade, do outro os picos nevados. 


Como já estava anoitecendo, decidimos dormir por ali mesmo, e arrumamos um hotel pertinho do teleférico.

 

Dia 2: a Grande Estrada das Dolomitas

 

Há mais de um século os habitantes das Dolomitas já pensavam na vocação turística da região, e por isso abriram uma estrada ligando Bolzano a Cortina D’Ampezzo, no meio dos Alpes.

Foi o caminho que fizemos no segundo dia, pulando de mirante em mirante. Neste dia as atrações não foram as cidadezinhas, mas os impressionantes picos das montanhas. A estrada é estreita e cheia de curvas, é pra ir com calma.

Os super impressionantes picos das montanhas ao longo da estrada das Dolomitas.

Saindo de Siusi, nossa primeira parada foi Selva de Val Gardena, uma cidadezinha linda que é uma estação de ski. No mirante o sol abriu e ficou tudo mais lindo ainda.

Selva di Val Gardena

A estradinha neste pedaço aqui é cheia de curvas e belezas, é pra ir admirando! Seguimos pra Passagem de Pordoi, que também tem um teleférico. Não andamos porque estava nublado, mas fizemos uma trilha rápida até uma igrejinha super fotogênica.

Passo Pordoi

Passando por Arabba, seguimos para o passo di Falzarego passando por mais uaus 🙂 As vilinhas entre as montanhas começaram a aparecer de novo, bonitas demais.

Lindo né. Muito!

Chegando em Cortina D’Ampezzo você vê os túneis da estrada antiga, escavados na rocha. Há um mirante neste pedaço da estratda com uma vista incrível da cidade, cercada pelas montanhas imensas.

A velha estrada das Dolomitas

Cortina é a maior cidade da região, com uma boa estrutura de hoteis, e já recebeu as Olimpíadas de Inverno. Minha recomendação é que você termine seu dia por aqui, dormindo em Cortina e curtindo seus vários parques no dia seguinte. Planejei um dia a menos e me arrependi, são várias atrações próximas a Cortina.

Mas conseguimos visitar o Lago Misurina antes de seguir viagem… e nos deparamos com a foto mais bonita da viagem.

Sensacional esse Lago Misurina.

De tirar o folego, né? Mas já tinha muita coisa na sombra este horário, o ideal teria sido chegar mais cedo.

Comemos na lanchonete a beira do lago e seguimos pra Padova por Auronzo di Cadore, que também tem paisagens lindas. Mas o ideal teria sido sair um pouco mais cedo também para curtir as paisagens da estrada, que continua bonita por mais vários quilômetros.

Inclua as Dolomitas em seu roteiro pela Itália ! E volte para nos contar as maravilhas 🙂


Faça suas reservas com nossos parceiros pelos links abaixo
e deixe uma comissão pra gente!

    sleeping-bed-silhouette Escolha seu hotel no melhor site de reservas: Booking.com
    medicine-briefcase-1 Viaje tranquilo com um seguro de saúde: Mondial Assistance
    american-dollar-symbol-1 Peça dólares e euros que eles entregam em casa: Cotação
    sports-car-1 Alugue o carro pra sua road trip: Rent Cars
    park-tickets-couple-1 Compre os ingressos pras melhores atrações: TicketBar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *