A imponente Praça Vermelha

De acordo com nosso Guia de Viagem, quatro estações de metrô nos levariam a ela. Escolhemos descer na que não necessitaria de trocas de linha mas, saindo da estação, a primeira visão foi… uma estátua de Karl Marx. Bem russo, pensei… Mas não é esta a vista que estou tão ansiosa para conhecer.

A estátua de Karl Marx estava na Praça dos Teatros, em frente ao Teatro Bolshoi, uma atração turística importante da capital russa. Mas, não conseguia pensar em nada, só nela. Tiramos uma foto rápida e seguimos em sua direção.

Foi quando avistamos o Museu do Lênin, um prédio imenso cor de laranja. Ao seu lado, atravessamos os Portões da Ressurreição e lá estava ela.

 

A Praça Vermelha. A Rússia diante dos meus olhos. A famosa Catedral de São Basílio no horizonte. “Não acredito que cheguei até aqui”, pensei, com uma sensação maravilhosa de sonho realizado.

 

Quantas gerações já passaram por esta Praça e se encantaram com sua vastidão. Fascinante pensar em quantas épocas se foram, e ela continua aqui. Imensa e imponente.
A atração principal da Praça é a Catedral de São Basílio, ao fundo, com suas cúpulas coloridas inconfundíveis. Não nos cansamos de admirá-la.

 

Por dentro ela é um labirinto de capelas, sendo que uma delas guarda os restos mortais de São Basílio, o “Louco por Cristo” que dá nome à Catedral. Seu interior é bonito, mas não tão impressionante quanto o de outras igrejas ortodoxas russas como a de Cristo Salvador, em Moscou, e a do Cristo Salvador sobre o Sangue Derramado, em São Petersburgo.

 

 

O limite lateral da Praça é marcado pelos muros e torres do Kremlin, uma fortaleza ao redor da qual a cidade de desenvolveu, e que é a sede do governo russo.

 

No centro da muralha há o Mausoléu do Lênin, a atual morada do companheiro embalsamado, mas que estava fechado para visitas. Ao fundo, o Museu Histórico Russo e suas paredes vermelhas.

 

 

O lado esquerdo da Praça é dominado pelo Shopping Gum, abreviação para Loja de Departamentos do Estado mas, atualmente, um templo do capitalismo. O prédio é muito bonito por dentro e por fora, até se parece com o Hôtel de Ville, de Paris. Em uma das pontas há uma loja de produtos típicos que mantém um visual de época e seu nome soviético, a Gastronom No. 1.

 

 

Mas, a Praça Vermelha ainda pode te impressionar. Quando a noite chega, ela põe sua roupa de gala e fica deslumbrante.

 

O Museu Histórico fica mais imponente.

 

O Shopping Gum fica lindo com sua iluminação quase natalina.

 

E, para finalizar, a Catedral de São Basílio continua a maior estrela do lugar.

 

E a sensação de “não acredito que cheguei até aqui” continua…

Veja tudo sobre a Rússia no Colecionando Ímãs em: Rússia – Índice de Posts.


Faça suas reservas com nossos parceiros pelos links abaixo
e deixe uma comissão pra gente!

    sleeping-bed-silhouette Escolha seu hotel no melhor site de reservas: Booking.com
    medicine-briefcase-1 Viaje tranquilo com um seguro de saúde: Mondial Assistance
    american-dollar-symbol-1 Peça dólares e euros que eles entregam em casa: Cotação
    sports-car-1 Alugue o carro pra sua road trip: Rent Cars
    park-tickets-couple-1 Compre os ingressos pras melhores atrações: TicketBar

2 comentários sobre “A imponente Praça Vermelha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *